CliniBella.png
Trabalhamos para transformar vidas

22/05/2018

Compulsão Alimentar: você já ouviu falar?

Ela é muito mais comum do que imaginamos.

 

Trata-se de um distúrbio caracterizado pela ingestão de uma grande quantidade de alimento em curto espaço de tempo, muito mais do que muitas pessoas consumiriam no mesmo período e nas mesmas condições, além disso está associado a um sentimento de falta de controle sobre o impulso de comer e sobre a quantidade de alimento ingerida.

 

Essa é umas das queixas mais comuns no consultório quando assunto é ganho de peso ou dificuldade para emagrecer. É uma das principais causas de Obesidade, levando a várias tentativas de dieta (geralmente as restritivas), uso de medicamentos anorexígenos e com reganho de peso na maioria das vezes, com consequente evolução para procedimento de Cirurgia Bariátrica. Além disso, a Compulsão Alimentar pode ser causa de reganho do peso após a Cirurgia Bariátrica quando não há acompanhamento psicológico e nutricional adequados.

 

A pessoa com Transtorno de Compulsão Alimentar muitas vezes é vista pelas pessoas ao seu redor como uma pessoa sem controle do que ingere, levando ao sofrimento e até mesmo afastamento de eventos sociais onde há alimentação em público.

 

É muito comum a Compulsão Alimentar estar associada à ansiedade e/ou depressão. Um paciente com o diagnóstico de TCA pode sim seguir uma dieta e perder peso, porém a ansiedade pode ser exacerbada, estimulando ainda mais os episódios compulsivos. Por isso, é muito importante o diagnóstico desta patologia, tratar a causa do problema e não apenas mascarar com dietas restritivas e anorexígenos, pois pode haver frustração e reganho de peso em um momento de maior estresse. Não é incomum o paciente ter após a compulsão, episódios de bulimia (vômitos forçados, uso de laxantes e/ou diuréticos, etc).

 

Se você tem ou conhece alguém que tenha três ou mais dos critérios abaixo, aconselhe-a a procurar/procure ajuda médica, pois pode ser indício de um transtorno alimentar: comer muito e mais rapidamente do que o normal, comer até sentir-se repleto, comer grande quantidade de alimento (mesmo sem sentir fome), comer sozinho por vergonha devido à quantidade de alimentos que consome e sentir repulsa por si mesmo, depressão ou culpa após comer excessivamente.

 

O tratamento do TCA consiste em acompanhamento multidisciplinar (médico, psicológico e nutricional), podendo ser necessário terapia medicamentosa para controle dos sintomas mais aguçados.

 

____________

Tami_1.png

 

Tami Lara Zani Machado

Emagrecimento, Performance e Saúde

CRM/PR: 32671